Alternativa 104

Candiba Bahia
0:14
  • cover
    Alternativa 104

Hamilton vê Mercedes 0s6 longe da Ferrari “mesmo com volta perfeita” em Mônaco

 Hamilton vê Mercedes 0s6 longe da Ferrari “mesmo com volta perfeita” em Mônaco





Restou o conformismo a Lewis Hamilton em Mônaco

Restou o conformismo a Lewis Hamilton em Mônaco

Foto: Mercedes / Grande Prêmio

O sentimento de Lewis Hamilton após a sessão deste sábado (28) que definiu o grid de largada para o GP de Mônaco era uma mistura de conformismo com tristeza. O primeiro era por saber que, mesmo se tivesse conseguido uma volta limpa no Q3, dificilmente largaria numa posição melhor que a oitava, e o segundo é por ver que o carro da Mercedes ainda está longe do esperado em termos de performance.

O heptacampeão fez sua melhor volta em 1min12s560, a mais de 1s do tempo de Charles Leclerc, o pole-position. “A bandeira vermelha custou minha última volta, mas não acho que seria muito diferente de como terminou”, reconheceu o piloto da Mercedes.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Lewis Hamilton ainda vê Mercedes 0s6 mais lenta que Ferrari, mesmo com volta perfeita (Foto: Mercedes)

“Em suma, eu precisava acertar a primeira volta com os pneus e não consegui, e ainda comecei a volta com o motor no modo errado. Mas Mônaco é exatamente assim, e foi uma sessão infeliz”, acrescentou.

Sofrendo bastante com o porpoising, que depois de uma aparente trégua em Barcelona voltou a atormentar as Flechas de Prata nas ruas de Monte Carlo, Hamilton falou sobre como é preciso ir ao limite para conseguir algum resultado considerável. “O carro está muito mal na pista, e temos de arriscar bastante para chegar perto dos tempos dos carros mais rápidos.”

Ainda que tenha apresentado ligeira melhora dos treinos livres para a classificação, Hamilton foi bastante sincero ao avaliar o desempenho do W13 comparado ao da Ferrari. “Mesmo com uma volta perfeita, acho que ainda estaríamos a 0s6 de distância, o que é uma parte considerável”.

Saindo da quarta fila, a torcida para amanhã é pela chuva, cenário que costuma embaralhar as possibilidades durante a corrida. “Agora precisamos ver como será o tempo amanhã e buscar algum progresso na pista”, finalizou o inglês.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.



Fonte: Terra