Alternativa 104

Candiba Bahia
0:14
  • cover
    Alternativa 104

Justiça do DF arquiva processo e absolve dono de clínica de hipnose que prometia ‘cura gay’ | Distrito Federal

 Justiça do DF arquiva processo e absolve dono de clínica de hipnose que prometia ‘cura gay’ | Distrito Federal


O caso ocorreu em 2020, quando Gabriel oferecia o procedimento por R$ 29,9 mil. A prática de terapia de reversão sexual é vedada pelo Conselho Regional de Psicologia (CRP) e, em 2019, foi suspensa a partir de um entendimento do Supremo Tribunal Federal (entenda mais abaixo).

Pela internet, o dono da clínica usava o site Hipnoticus e anunciava a “cura gay”, além de tratamentos contra depressão e doenças autoimunes. No site, Gabriel informava que o procedimento era o “equivalente a 70 anos de terapia”. O g1 tenta contato com defesa do homem.

Anúncio em site de clínica de hipnose no DF oferece tratamento para o ‘homossexualismo’ — Foto: Hipnoticus/Reprodução

À época, Gabriel disse que atua na área desde 2007 e negou que ofereça cura para pessoas LGBTQIA+. “Foi um mal-entendido. A palavra homossexualismo [sic] tem uma conotação negativa e já foi retirada do site”, disse.

Para o Conselho Federal de Psicologia (CFP), terapias de reversão sexual representam “uma violação dos direitos humanos e não têm qualquer embasamento científico“.

Em abril de 2019, a ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu uma decisão da Justiça Federal de Brasília que permitia a prática da “cura gay”. Ela atendeu a um pedido do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que entrou no Supremo contra decisão do juiz da 14ª Vara Cível , de Brasília, que autorizou psicólogos a realizarem terapias do tipo.

Resolução atual do conselho impede que psicólogos colaborem “com eventos e serviços que proponham tratamento e cura das homossexualidades”.

Leia mais notícias sobre a região no g1 DF.



Fonte G1