Alternativa 104

Candiba Bahia
0:14
  • cover
    Alternativa 104

Kanaan admite disputa interna na Ganassi na Indy 500: “Principais rivais”

 Kanaan admite disputa interna na Ganassi na Indy 500: “Principais rivais”





Tony Kanaan vê companheiros da Ganassi como principais rivais na Indy 500

Tony Kanaan vê companheiros da Ganassi como principais rivais na Indy 500

Foto: IndyCar / Grande Prêmio

QUEM SÃO OS FAVORITOS PARA VENCER A INDY 500 DE 2022?

Tony Kanaan vai largar na sexta colocação em busca de sua segunda vitória nas 500 Milhas de Indianápolis. O brasileiro foi um dos quatro pilotos da Ganassi que chegou até o Fast Six, fase final da classificação. Tony não se mostrou surpreso com a vantagem de desempenho de sua equipe, e admitiu que seus companheiros de time, como Scott Dixon e Álex Palou, que largam na primeira fila, são os principais rivais na prova deste ano.

“Lógico que a gente não sabia que isso ia acontecer, mas desde o treino em Abril a gente tinha certeza que estávamos fortes. Acho que nós fizemos um trabalho impecável nos cinco carros durante essa semana toda se preparando para a classificação. Trabalhamos em equipe muito juntos, trocando muitas informações e tudo foi muito perfeito no sábado e no domingo”, elogiou Kanaan em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO.

“Eu até acho um desperdício falar que um dos carros da Ganassi, não sei dizer se vai ganhar, mas não vai estar entre os três primeiros no final dessa corrida. Vai ser muita falta de sorte se isso acontecer. Mas acho que sim, meus companheiros vão ser os meus principais rivais pra essa corrida”, revelou o vencedor da Indy 500 de 2013.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Tony Kanaan vai em busca da segunda vitória na Indy 500 (Foto: IndyCar)

Um fator que pode fazer a diferença para a corrida deste domingo é o calor, algo que preocupa o francês Simon Pagenaud. As temperaturas estarão mais altas do que nos treinos das últimas duas semanas, e Kanaan acredita que achar o ajuste certo de pressão aerodinâmica será um fator decisivo.

“Vai estar muito quente, a gente não andou em nenhum momento, ninguém, em temperaturas tão altas. Vai depender muito dos engenheiros, de tentar, junto com os pilotos, achar qual que vai ser a combinação certa de pressão aerodinâmica para ter um carro balanceado no calor que vai estar”, afirmou o brasileiro.

Perguntado se 2022 é a sua melhor chance de vencer as 500 Milhas de Indianápolis desde 2013, Tony lembrou que estava na briga no ano passado até ser prejudicado por uma bandeira amarela, mas concordou: “Acho que é a minha melhor chance desde 2013, com certeza”.

A largada para a 106ª edição das 500 Milhas de Indianápolis está marcada para às 12h no horário de Brasília, e a prova terá cobertura completa do GRANDE PRÊMIO.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.



Fonte: Terra