Alternativa 104

Candiba Bahia
0:14
  • cover
    Alternativa 104

P-8 Voyager: um barco elétrico com 50 kW de potência que mal toca a superfície da água

 P-8 Voyager: um barco elétrico com 50 kW de potência que mal toca a superfície da água


A fabricante sueca Candela é conhecida por seus barcos elétricos de alta performance. Em 2019, por exemplo, lançou o C-7, que ganhou diversos prêmios e chegou a participar da SailGP, um campeonato considerado como uma espécie de Fórmula 1 da vela. Agora, nesta segunda-feira (30), a empresa lançou o P-8 Voyager, um modelo elétrico que chega para levar o transporte marítimo a um novo nível.

Com 8,6 m de comprimento e 2,5 m de largura, o barco possui casco de fibra de carbono e é alimentado por um motor elétrico Candela C-POD de 50 kW. Não por acaso, ele foi revelado no Salone Nautico, em Veneza (Itália): quase 100% silencioso e projetado de uma forma que não deixa rastros, o barco pode ser uma ótima opção de táxi aquático em áreas sensíveis a esteiras de embarcações, como são os canais na cidade italiana. A Candela afirma, neste sentido, que a esteira deixada pelo Voyager não é superior ao de uma gôndola, a tradicional embarcação veneziana.

publicidade

Vamos, porém, para os números: com o hidrofólio ativo, o P-8 Voyager levanta em torno de 5 cm de altura — o que ajuda os recifes e os litorais contra danos. Além disso, segundo a Candela, ondas de 1 m de altura “dificilmente serão perceptíveis aos passageiros” porque um computador de bordo ajusta continuamente o ângulo do foil, ajustando rolagem, inclinação e altura 100 vezes por segundo para garantir estabilidade.

O P-8 Voyager possui capacidade para seis convidados e dois tripulantes. Dependendo da configuração do modelo, ele pode vir com ar condicionado ou calefação. Também pode oferecer uma pegada de iate aberto durante os verões, com o teto solar deslizando para trás.

Barco P-8 Voyager
Candela/Divulgação

Autonomia de quase 100 km

Além do conforto e do silêncio, o P-8 Voyager também fornece bons atributos em termos de desempenho. De acordo com a Candela, ele possui uma autonomia quatro vezes maior do que os melhores barcos atualmente no mercado, viajando por mais de 92 km com uma única carga a velocidade de 22 nós (40 km/h). Sua velocidade máxima é de 30 nós (56 km/h).

Graças ao sistema retrátil C-Foil, o P-8 Voyager também pode ser usado como um barco convencional quando o hidrofólio estiver indisponível por questões climáticas. A brincadeira, no entanto, custa caro: já em pré-venda, o barco elétrico sai pela bagatela de 450 mil euros (cerca de R$  2,3 milhões).

Crédito da imagem principal: Candela/Divulgação

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!





FONTE: OLHAR DIGITAL

AllEscortAllEscort