Alternativa 104

Candiba Bahia
0:14
  • cover
    Alternativa 104

Sete Lagoas (MG) registra o 5º tremor de terra em 30 dias – Notícias

 Sete Lagoas (MG) registra o 5º tremor de terra em 30 dias – Notícias



O Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo confirmou dois tremores de terra, registrado em menos de 24 horas, em Sete Lagoas, cidade da região Central de Minas Gerais que fica a 70 quilômetros de Belo Horizonte.


De acordo com a Simologia da universidade paulista, na tarde desta segunda-feira (30), às 15 horas, foi confirmado um abalo sísmico de 2.1 de magnitude na Escala Richter.


A universidade já tinha confirmado um outro tremor na noite de domingo (29), às 22 horas. O sismólogo registrou 1.7 de magnitude. Este é quinto registro na cidade dentro do período de um mês. No dia 20 de maio, os militares do Corpo de Bombeiros receberam várias ligações de registro de tremor, porém, sem atendimento para socorro de vítimas e danos materiais.



No dia 16, o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília registrou um tremor na cidade de magnitude 2,6 na escala Richter. Já no dia 29 de abril, moradores compartilharam videos mostrando o abalo sísmico de magnitude 3,0 que atingiu a cidade.


Moradores de Sete Lagoas relatram ao jornalismo da Record TV Minas que tanto ouviram quanto sentiram o tremor mas, de acordo com o Corpo de Bombeiros, não houve registro de ocorrência, seja de dano material ou de pessoas feridas.


Nesta segunda-feira (30), a Prefeitura de Sete Lagoas informou que está montando uma força-tarefa com a participação de universidades federais para tentar investigar o que está provocando os temores.  Segundo o executivo municipal, no dia 23 de maio, o secretário municipal de Meio Ambiente, Edmundo Diniz protocolou ofício endereçado ao chefe do Observatório Sismológico da UnB, pesquisador Dr. Marcelo Peres Rocha, e aos professores Dr. Marcelo Bianchi, Dr. Marcelo Assunção e Dr. José Roberto, do Centro de Sismologia da USP, solicitando cooperação para estudos e informações a respeito dos abalos sísmicos em Sete Lagoas.


“Esta solicitação é no sentido de que façamos um estudo mais aprofundado e tenhamos aqui uma central de monitoramento remoto para buscarmos a verdade sobre o que está acontecendo e mais, para que nos programemos junto com a população para possíveis ondas de abalos”, afirma o chefe da pasta de meio ambiente no município.


A prefeitura pontuou que a Defesa Civil do Estado de Minas Gerais também solicitou estudo à Unimontes em relação aos seguidos tremores de terra em Sete Lagoas. O órgão estadual ficou de emitir um relatório preliminar da situação geológica do município até a próxima quarta-feira, 1° de junho.




Fonte: R7

AllEscortAllEscort