Alternativa 104

Candiba Bahia
0:14
  • cover
    Alternativa 104

Gasly lamenta erros nos boxes que custaram 10s em Mônaco: “Merecia pontuar”

 Gasly lamenta erros nos boxes que custaram 10s em Mônaco: “Merecia pontuar”





A AlphaTauri errou durante suas paradas e pode ter custado um top-10 a Gasly

A AlphaTauri errou durante suas paradas e pode ter custado um top-10 a Gasly

Foto: AlphaTauri / Grande Prêmio

PÉREZ AUMENTA HISTÓRIA DE CINDERELA COM VITÓRIA EM MÔNACO NA FÓRMULA 1 2022

Pierre Gasly deixou o GP de Mônaco, disputado no último domingo (29) e vencido por Sergio Pérez, com a sensação de que merecia ter somado pelo menos um ponto. O piloto da AlphaTauri, que largou apenas em 17º, foi o primeiro a ter a ousadia de trocar os pneus de chuva extrema pelos intermediários e fez ultrapassagens sensacionais sobre Guanyu Zhou e Daniel Ricciardo em um momento em que a pista apresentava condições muito complicadas. Ainda assim, terminou uma posição acima da zona de pontuação.

“Eu disse à equipe: ‘estamos em 17º, então estejam preparados porque eu não tenho nada a perder a partir daqui”, revelou. “Preciso dizer, foi muito animado. Eu me diverti muito, pilotar esses carros nessas condições e nessa pista. Eu parei logo, porque não queria ficar na mesma estratégia que os outros”, afirmou.

Gasly ressaltou a diversão que sentiu no carro ao longo da corrida, em uma pista que já é conhecida pelo alto grau de dificuldade nas ultrapassagens — grau que ficou ainda maior após a chuva que caiu sobre Monte Carlo.

Pierre Gasly foi bastante ousado em Mônaco, mesmo em condições complicadas (Foto: AlphaTauri)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

“Nós corremos alguns riscos, apostamos e estou satisfeito com nossa mentalidade, especialmente largando de onde estávamos”, explicou. “Eu me diverti muito tentando encontrar linhas diferentes, buscando achar algum espaço em Mônaco entre esses muros”, salientou.

No entanto, apesar de todo o esforço de Gasly, a AlphaTauri — mais uma vez — não esteve à altura de seu piloto. O francês conseguiu imprimir um ritmo forte que provavelmente o levaria aos pontos, mas sua equipe errou nos dois pit-stops que fez e prejudicou a caminhada de Pierre. Na linha de chegada, o companheiro de Yuki Tsunoda cruzou a apenas 0s7 de Sebastian Vettel, o último entre os que pontuaram.

“Obviamente, estou um pouco triste de não ser premiado com um ponto no final, porque eu senti que provavelmente merecia”, lamentou. “Mas perdemos um bom tempo em nosso primeiro pit-stop, 6s ou 7s, e mais 3s no segundo pit-stop. Foram 10s de corrida que perdemos, o que provavelmente nos custou um ponto no fim. Existem muitos pontos positivos para serem levados do final de semana observando os treinos e a corrida”, animou-se.

Por fim, Gasly comentou as grandes ultrapassagens do dia, sobre Zhou e Ricciardo. O chinês perdeu a posição ainda no primeiro setor, na descida que leva ao hairpin, enquanto o australiano foi superado logo antes do S da Piscina ao perder o ponto de frenagem e permitir a passagem de Pierre pelo lado de dentro da pista. Ambos ainda utilizavam pneus de faixa azul, o que facilitou o trabalho do francês — que ainda assim precisou de uma forma criativa de passar no apertado traçado monegasco.

“Eu era muito mais rápido do que esses caras, apenas precisava me acalmar”, explicou. “Se o piloto está defendendo bem, então você não tem espaço na esquerda e nem na direita, então tive que ser criativo. Foi o que tentei fazer, e no final das contas os pilotos de F1 são como artistas, precisamos encontrar sempre novas ideias — tentei pensar em locais incomuns para ultrapassar e deu certo”, finalizou.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.



Fonte: Terra

AllEscortAllEscort