Alternativa 104

Candiba Bahia
0:14
  • cover
    Alternativa 104

Pesquisadores descobrem nova teoria sobre o desenvolvimento do Alzheimer

 Pesquisadores descobrem nova teoria sobre o desenvolvimento do Alzheimer


O Alzheimer é uma doença muito conhecida, mas as causas da demência ainda são uma incógnita para os pesquisadores e um estudo publicado pela revista Nature Neuroscience pode ter deixado isso ainda mais confuso. 

A pesquisa desmentiu a principal teoria sobre o desenvolvimento do Alzheimer, conhecida como teoria da “cascata amiloide”, que aponta que a doença acontece pela formação de placas de proteínas, chamadas amiloides, ao redor dos neurônios, o que acaba os destruindo.

publicidade

Leia também!

No entanto, os pesquisadores questionam se está é realmente a principal causa ou, na verdade, é a consequência de outra patologia que surge no interior dos neurônios.  

O novo estudo publicado analisou camundongos geneticamente modificados e aponta para uma possível disfunção dos lisossomos, organelas celulares que servem para digerir os componentes inúteis ou degradados.  

“Esses novos elementos abalam as convicções que tínhamos sobre o funcionamento da doença de Alzheimer”, revelou o biólogo americano que orientou o estudo, Ralph Nixon.  

Os pesquisadores ressaltam que ainda é necessário analisar está nova teoria em humanos para descobrir se realmente a abordagem para entender o desenvolvimento do Alzheimer esteve errada durante tantos anos. 

Alzheimer Covid-19
Imagem: tampatra (iStock)

Novo exame de sangue que pode ajudar no diagnóstico de Alzheimer chega ao Brasil

O Alzheimer é, infelizmente, uma doença que não tem cura. Porém, pesquisadores buscam métodos mais efetivos de detectar a doença para que o tratamento seja mais eficaz e assertivo. Um desses novos métodos de diagnóstico é um novo tipo de exame de sangue que está chegando ao Brasil.  

O exame foi lançado pelo laboratório Dasa para casos de comprometimento cognitivo leve ou suspeita de demência. O produto é semelhante ao que foi recentemente aprovado pela Food and Drug Administration (FDA), agência reguladora dos Estados Unidos.  

O exame faz a detecção das placas amiloides, uma espécie de acúmulo de proteínas que interfere no funcionamento das células cerebrais, que pode ser encontrada no cérebro de quem convive com o Alzheimer.  

Via: R7

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!





FONTE: OLHAR DIGITAL

AllEscortAllEscort