Alternativa 104

Candiba Bahia
0:14
  • cover
    Alternativa 104

Quartararo domina e vence GP da Catalunha. Aleix Espargaró comete erro bizarro e é 5º

 Quartararo domina e vence GP da Catalunha. Aleix Espargaró comete erro bizarro e é 5º





Fabio Quartararo venceu pela segunda vez em 2022

Fabio Quartararo venceu pela segunda vez em 2022

Foto: Divulgação/MotoGP / Grande Prêmio

MARC MÁRQUEZ TOMA DECISÃO CORAJOSA PARA SALVAR CARREIRA NA MOTOGP

Aleix Espargaró tinha a pole, o bom ritmo e o favoritmo para vencer o GP da Catalunha da MotoGP. Contudo, ele não esperava por uma ótima largada de Fabio Quartararo, que o ultrapassou logo na primeira curva e abriu a vantagem necessária para cruzar a linha de chegada com tranquilidade em primeiro lugar. É a segunda vitória de ‘El Diablo’ na temporada, que segue firme na liderança do campeonato.

Espargaró lutou para ficar com a segunda colocação, já que tinha a pressão dos dois pilotos da Pramac. Mas, num final que parecia tranquilo, o piloto de Granollers cometeu um erro bizarro ao pensar que a corrida havia terminado e foi perdendo posições, dando lugar a Jorge Martín ocupar seu segundo lugar, à frente de Johann Zarco, seu companheiro de equipe — ou seja, as duas motos da Pramac no pódio.

WEB STORY

Fabio Quartararo venceu com tranquilidade (Foto: Divulgação/MotoGP)

LADO A LADO

Na quarta colocação, apareceu um surpreendente Joan Mir, que largou de 17º e colocou a Suzuki num ótimo quinto lugar. Aleix acabou fechando apenas em quinto. Completam o top-10: Luca Marini, Maverick Viñales, Brad Binder, Miguel Oliveira e Álex Márquez.

Na primeira volta, Francesco Bagnaia e Álex Rins acabaram sofrendo quedas após um erro de Takaaki Nakagami. A direção de prova até chegou a investigar a ação do japonês, mas ninguém sofreu punição. O italiano até tentou retornar à corrida, mas abandonou.

A MotoGP volta às pistas no próximo dia 19 de junho, para o GP da Alemanha, em Sachsenring, décima etapa da temporada 2022. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2022.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Saiba como foi o GP da Catalunha de MotoGP:

Tal qual aconteceu em todo o fim de semana, um sol de rachar apareceu no domingo em Barcelona. Antes da largada, a temperatura estava em 30°C, com o asfalto chegando a 56°C. A umidade relativa do ar era de 46%, com a velocidade do vento chegando a 13 km/h.

Na saída para a pista, a escolha de pneus foi bastante variada. A maioria dos pilotos optou pelos pneus dianteiros médios, mas as quatro motos da KTM calçaram do duros. Na traseira, a maioria também foi com os médios, enquanto Jack Miller, Johann Zarco, Marco Bezzecchi, Stefan Bradl, Pol Espargaró, Brad Binder, as duas Suzuki e Franco Morbidelli escolheram os duros. Maverick Viñales foi o único que arriscou com o macio.

Antes da largada, porém, Brad Binder, Álex Rins e Joan Mir abandonaram os duros e mudaram para os traseiros médios.

No instante em que as luzes se apagaram na reta do circuito da Catalunha, os espectadores viram Aleix Espargaró largar bem e manter a liderança nos primeiros metros, mas Fabio Quartararo pular na frente ainda na primeira curva.

A curva 1, aliás, viu um acidente que tirou de combate um dos candidatos à vitória: Pecco Bagnaia. Takaaki Nakagami caiu e coletou Álex Rins. Pecco, que foi atingido por trás pelo japonês, também caiu.

Assim, Jorge Martín pulou para terceiro, diante de Johann Zarco, Pol Espargaró, Joan Mir, Luca Marini e Maverick Viñales.

Na volta 3, enquanto Quartararo ia abrindo vantagem na ponta, Martín tomou o segundo posto de Aleix. A margem de Fabio já estava na casa de 1s.

Queda de Bagnaia, Nakagami e Rins na primeira curva (Foto: MotoGP)

Ainda no início da disputa, Joan Mir foi punido com a perda de uma posição por ter ultrapassado durante uma bandeira amarela.

Imprimindo um ritmo fortíssimo neste início de corrida, Quartararo foi se afastando mais e mais e, na sexta volta, já tinha 1s8 de margem para Martín. Terceiro, Aleix ia tentando chegar em Martín, já com uma boa folga em relação a Zarco. Mir era quinto, diante de Marini, Bastianini. Viñales, Brad Binder e Oliveira.

Marco Bezzecchi também caiu neste início de disputa, mas até conseguiu subir na moto e voltar. O italiano, porém, logo entrou nos boxes e deu o GP da Catalunha por encerrado.

Na volta 8, mais um revés para Bastianini na temporada: uma queda na curva 5 marcou o segundo abandono consecutivo para o piloto da Gresini, o afastando ainda mais da briga pelo título de 2022. Pouco depois, Fabio Di Giannantonio também caiu, encerrando mais cedo a participação da equipe italiana na disputa.

Na décima volta, Aleix, enfim, quebrou a resistência de Martín e tomou a segunda colocação. Com 15 voltas pela frente, porém, o piloto da casa já tinha 3s3 de atraso para Quartararo, que vinha dominante na disputa.

Apesar do empenho de Aleix em tentar reduzir a vantagem de Fabio, o francês conseguiu se afastar mais ainda, abrindo 3s950 de margem na abertura da 14ª volta. Martín, porém, não tinha perdido contato com o #41 e tinha Zarco tentando voltar à briga.

Com nove voltas para o fim, Martín aproveitou o vácuo na reta para colar e passou Aleix mais uma vez na curva 1, retomando o segundo lugar. Quarto, Zarco vinha tentando chegar na briga pelo pódio.

Pelas imagens, foi possível notar que o pneu direito de Aleix estava bastante desgastado. Ainda assim, o catalão ia tentando manter contato com Jorge na esperança de recuperar o segundo posto em Barcelona.

Com quatro voltas para o fim, Aleix seguiu a receita de grudar em Martín na reta e dar bote na entrada da curva 1, aproveitando bem a agilidade da RS-GP para abrir um pouco de vantagem logo na sequência. Zarco seguia por ali, mas não tão próximo para ameaçar imediatamente o companheiro de Pramac.

HOMENAGEM JUSTA OU DESNECESSÁRIA? MOTOGP APOSENTA #46 DE ROSSI EM MUGELLO

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.



Fonte: Terra

AllEscortAllEscort