Alternativa 104

Candiba Bahia
0:14
  • cover
    Alternativa 104

mais que um Overcooked espacial

 mais que um Overcooked espacial





Spacelines from the far out

Spacelines from the far out

Foto: Team Coffeenauts / Divulgação

Spacelines from the far Out pode parecer ser só mais um overcooked que dessa vez se passa no espaço, e em alguns pontos ele até é, mas o jogo da Coffeenauts também traz uma gama de possibilidades e funcionalidades talvez até maior que a do seu “antecessor”, além de uma proposta diferente.

No décimo segundo episódio do Controles Voadores, o artista técnico do estúdio, Pedro Mutton, falou que “durante as rotas, o Spacelines é mesmo um overcooked do espaço, mas isso tudo é envelopado por uma estrutura meio de roguelike”. Eventualmente você vai ser explodido por um meteoro e perder tudo, vai ficar sem combustível no meio duma viagem e ter que ser rebocado, mas, como um bom roguelike, vai juntar recursos e gradativamente melhorar sua nave pra fazer viagens mais longas, com mais passageiros e mais estrutura.

Confira entrevista completa:

Ao todo são quinze sistemas diferentes que podem receber upgrades dentro da sua nave, desde melhorias na pilotagem, aumento do fornecimento de energia e aquele grau a mais pra potencializar seu radar, até a instalação de um banheiro high tech, comidas melhores, assentos e entretenimento para os passageiros. O jogo ainda conta com uma geração procedural das viagens, ou seja, cada nova campanha será diferente da anterior. 

Personagens cabeçudos e várias raças alienígenas desde gosmas à tubarões bípedes se misturam em um cenário vintage, inspirado muito pelo futurismo dos anos 1960 dos Jetsons e Flash Gordon e duma chamada “era de ouro da aviação”, mas com muita gambiarra, remendo e rebite. “Spacelines é mais você dirigir uma lotação do que uma aeronave luxuosa”, acrescentou Mutton. 

Essa mistura de sci-fi com humor e estética dos anos 60 também tem muito de Star Wars e Star Trekk e, é claro, de 2001: Uma Odisséia no Espaço, principalmente na figura do Arthur, um robô que funciona como um “guia” do jogo e que é uma daquelas inteligências artificiais duvidosas, que navegam entre o ameaçador e o idiota e não sabemos muito bem se está ali pra nos atrapalhar ou ajudar.

Nessa linha tênue entre o humor e o constrangimento, Spacelines é uma aventura extremamente bem-humorada e tem uma jogabilidade deliciosa. Com certeza é uma das demos mais completas que eu já joguei e a campanha completa tem tudo pra realmente ser um overcooked (no espaço) brasileiro.

Com multiplayer para quatro jogadores, consigo ver Spacelines sendo uma ÓTIMA aquisição de party game e mal posso esperar pra ver grupos de amigos bêbados esquecendo de desviar de meteoros enquanto se entretêm dançando para os passageiros. Eu vou fazer isso, pelo menos.

Spacelines From The Far Out já está disponível no Gamepass e também chega na Steam no dia 09 de junho (quinta-feira).





Fonte: Terra

AllEscortAllEscort