Alternativa 104

Candiba Bahia
0:14
  • cover
    Alternativa 104

No AC, menos de 18% do público esperado tomou vacina contra o sarampo e 16,97% contra a Influenza | Acre

 No AC, menos de 18% do público esperado tomou vacina contra o sarampo e 16,97% contra a Influenza | Acre


As campanhas de vacinação contra a gripe e o sarampo estão longe de alcançar a meta no Acre. Dados do Programa Nacional de Imunização (PNI) do estado apontam que a cobertura vacinal para o sarampo está em 17,98% e a da Influenza atingiu apenas 16,97%.

No entanto, a meta da campanha contra o sarampo e influenza é imunizar 90% do público-alvo. Por conta da baixa cobertura, a Secretaria de Saúde do Acre decidiu prorrogar as duas campanhas até o dia 24 de junho, após liberação do Ministério da Saúde.

A gerente do núcleo do PNI no Acre, Renata Quiles, lamentou os resultados das campanhas de imunização no estado.

“Muito triste esses resultados. Em dezembro quando não tínhamos vacinas contra a Influenza, a população fazia filas nas unidades exigindo a vacina. Fizemos todo o possível para recebermos os primeiros lotes e o que vemos é a não procura pela vacina quando ela está disponível aos grupos prioritários. Nossos hospitais estão lotados de crianças e idosos por problemas respiratórios, a vacina tem muito a contribuir para melhoria deste cenário. Mas, sem a população, de nada adianta. Cada dose na geladeira é uma pessoa desprotegida a mais”, afirmou Renata.

Cobertura vacinal contra o sarampo

No caso da campanha de vacinação contra o sarampo, a meta é imunizar 76.759 crianças de 6 meses a menores de 5 anos em todo o estado. Mas, segundo os dados, foram aplicadas somente 13.845 doses da vacina nesse público, o que representa 18,04% de cobertura.

Entre os municípios, o que está com melhor cobertura desse grupo é Assis Brasil, com 63,11% das crianças imunizadas contra o sarampo. Na contramão, aparece a capital, Rio Branco, com apenas 5,34% de cobertura vacinal.

Já com relação aos trabalhadores da saúde, o segundo grupo alvo da campanha contra o sarampo, a meta é vacinar 18.668 pessoas e até essa segunda-feira (6), apenas 3.319 foram imunizados, ou seja, 17,76%.

Mâncio Lima e Assis Brasil alcançaram a meta de cobertura contra o sarampo, e passaram dos 90% de trabalhadores em saúde imunizados. Conforme o levantamento, essas cidades estão com 99,23% e 96,46% desse público vacinado, respectivamente.

Os municípios de Capixaba, Xapuri e Rio Branco têm os piores resultados nessa campanha, com cobertura de 1,08%, 5,27% e 8,51%, respectivamente.

Cobertura vacinal contra a Influenza

A campanha de vacinação contra a Influenza alcançou somente 47.486 pessoas no Acre, o que corresponde a apenas 16,97% do público-alvo da campanha, que é de quase de 280 mil pessoas.

Inicialmente, a meta era imunizar mais de 314 mil pessoas no Acre contra a gripe, mas segundo a gerente esse número foi revisto pelo Ministério da Saúde e reduziu primeiro para 300.268 e agora para 279.823.

Com relação aos municípios, Plácido de Castro é o que está com a maior cobertura, mas ainda abaixo da meta, de 95%. Segundo os dados, a cidade imunizou 50,04% dos grupos prioritários contra a Influenza. Já Capixaba e Bujari estão em pior situação, com 8,51% e 9,89% de cobertura, respectivamente.

  • Idosos com 60 anos ou mais;
  • Trabalhadores da saúde;
  • Crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias);
  • Gestantes e puérperas;
  • Povos indígenas;
  • Professores;
  • Pessoas com comorbidades;
  • Pessoas com deficiência permanente;
  • Forças de segurança e salvamento e Forças Armadas;
  • Caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso;
  • Trabalhadores portuários;
  • Funcionários do sistema prisional;
  • Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
  • População privada de liberdade.
  • Trabalhadores da saúde.
  • Crianças de 6 meses a menores de 5 anos.

Reveja todos os telejornais do Acre



Fonte G1

AllEscortAllEscort