Alternativa 104

Candiba Bahia
0:14
  • cover
    Alternativa 104

Balsa elétrica “voadora” alcança 55 km/h e tem estabilização eletrônica para eliminar enjoo de passageiros sensíveis

 Balsa elétrica “voadora” alcança 55 km/h e tem estabilização eletrônica para eliminar enjoo de passageiros sensíveis


A empresa sueca Candela está desenvolvendo uma balsa elétrica bem veloz, capaz de alcançar 55 km/h (30 nós), com capacidade para até 30 passageiros sentados e alcance de até 92 km por carga. Com 12 metros de comprimento, o P-12 Shuttle também traz um sistema de estabilização eletrônica para não deixar os estômagos mais sensíveis sentirem enjoo.

Essa tecnologia, de acordo com a empresa, se baseia nos hidrofólios do barco estilo catamarã sendo controlados por 100 microajustes realizados por segundo. Dessa forma, o P-12 Shuttle é capaz de oferecer uma trajetória de “voo” estável e suave sobre a água.

publicidade

Veículo da Candela visto de frente
Imagem: Divulgação/Candela

Leia também:

Segundo a Candela, a eficiência da embarcação elétrica é de 0,1 kWh por passageiro/quilômetro, uma redução de 95% em comparação com as balsas comerciais atuais. Sua bateria de 180 kWh usa carregamento rápido acima de 200 kW em corrente contínua para recargas em menos de uma hora.

Visão aérea da balsa
Imagem: Divulgação/Candela

O catamarã de 8,5 toneladas tem seu arrasto reduzido com o uso dos hidrofólios que levantam da água, permitindo inclusive menos consumo de energia que os barcos típicos. Como detalha a empresa sueca, o alcance de até 92 km é possível em velocidade de até 46 km/h, o que ainda é considerado econômico e veloz para uma viagem de passageiros sobre as águas.

Área interna da balsa
Imagem: Divulgação/Candela

Aliás, com a produção do veículo começando ainda este ano, a primeira rota que deverá ser realizada pela balsa elétrica está programada para 2023, entre o centro da capital sueca de Estocolmo e o subúrbio de Ekerö. Essa rota atualmente leva cerca de 55 minutos de metrô, ônibus ou balsa a diesel (e o mesmo de carro durante a hora do rush da manhã e da noite), mas deverá levar cerca de 25 minutos no P-12 Shuttle – economizando quase uma hora por dia, diz a empresa.

P-12 Shuttle, balsa elétrica
Imagem: Divulgação/Candela

O piloto na região de Estocolmo terá duração de nove meses. Se for bem-sucedido, a Candela espera aumentar bastante o número de balsas elétricas voadoras no transporte local, não apenas substituindo as atuais embarcações movidas a diesel, mas também transferindo grande parte dos passageiros do asfalto para a água (e tudo sem enjoos).

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!





FONTE: OLHAR DIGITAL

AllEscortAllEscort