Alternativa 104

Candiba Bahia
0:14
  • cover
    Alternativa 104

‘Viver não é tão importante. O importante é a comédia’: biógrafo de Jô Soares revela uma de suas últimas frases | O Assunto

 ‘Viver não é tão importante. O importante é a comédia’: biógrafo de Jô Soares revela uma de suas últimas frases | O Assunto


Considerado um dos maiores humoristas do Brasil, Jô Soares estreou na TV na década de 1950, criou mais de 260 personagens e consolidou-se como o maior nome dos talk-shows do país. Fez história em programas como: “A família Trapo” (1966), “Planeta dos homens” (1977) e “Viva o Gordo” (1981).

“Quando ele se interessava por um assunto, ele virava um professor”, conta o jornalista Matinas Suzuki Jr. Em conversa com Renata Lo Prete, o co-autor do livro de memórias de Jô relembra as muitas aptidões do artista. Uma de suas maiores habilidades, no entanto, era “ser humorista em tempo integral’.

Diretor de operações da Companhia das Letras, Matinas lembra as traduções, atuações, direções e criações no teatro, na televisão, no cinema e na literatura. “O Jô tinha uma vida maior que a vida”.



Fonte G1